Contate-nos

O Museu Câmara Cascudo foi criado no dia 04 de outubro de 1973, com o objetivo de manter o acervo do Instituto de Antropologia Câmara Cascudo, primeiro centro de pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), fundado em 22 de novembro de 1960 e que estavas prestes a ser extinto.

O Instituto de Antropologia foi fundado pelos intelectuais Luís da Câmara Cascudo, José Nunes Cabral de Carvalho, Veríssimo Pinheiro de Melo e Dom Nivaldo Monte, e por pouco mais de uma década, de 1960 à 1974, foi um dos centros pesquisa mais produtivos do Brasil. Era espaço polivalente e multidisciplinar, dedicado à formação e prática de pesquisadores nas áreas da Antropologia cultural, Antropologia física e Paleontologia, e que exerceu papel de grande relevância para a ciência do Rio Grande do Norte. No entanto, com a modificação da estrutura da Universidade, ocasionada pela Reforma Universitária do início da década de 1970, o Instituto de Antropologia fundiu-se com o Instituto de Ciências Humanas, Letras e Artes, o Serviço de Psicologia Aplicada (SEPA), a Escola de Música e o Núcleo de Estudos Brasileiros para a formação do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA), ficando determinada a extinção do antigo órgão de pesquisa. Para que suas coleções e toda a sua infraestrutura não se perdesse, criou-se o Museu Câmara Cascudo.

O Museu Câmara Cascudo, quando criado, ficou vinculado ao Departamento de Geociências do Centro de Ciências Exatas e Naturais, sendo caracterizado como órgão de ensino, pesquisa e extensão. Com a reformulação do Estatuto da UFRN no ano de 1977, o Museu Câmara Cascudo foi mantido como órgão suplementar, mas vinculado diretamente à Reitoria.

Conforme o seu novo Regimento (2015), o Museu Câmara Cascudo, cuja função primordial é educativa, por ser um Museu Universitário, destina-se a realizar atividades de ensino, pesquisa e extensão nas suas áreas específicas, buscando, através da interdisciplinaridade, intercâmbio junto aos Departamentos que integram as Unidades de Ensino da Universidade, tendo como público alvo a comunidade universitária e, a partir dela, a sociedade em geral.